Projeto de lâmpada que não queima faz com que o idealizador seja ameaçado de morte

Comente

São impressionantes as iniciativas das grandes empresas para impedir que ideias sustentáveis ganhem força e que possam sair do papel para realmente entrar no uso cotidiano. Benito Muros é o desenvolvedor deste projeto, uma lâmpada que não queimaria. O projeto de Muros não pára por aí, o pesquisador se dedica a pesquisar maneiras para que os produtos possuam maior tempo de vida e durabilidade. Não precisa ir muito longe para se dar conta de que os grandes fabricantes não olham com bons olhos para as ideias de Muros. Em uma época de aparelhos quase descartáveis, este tipo de iniciativa tende a ser reprimida pelos grandes fabricantes.

A dita lâmpada foi criada pela OEP Eletrics, e possui um real compromisso com o meio ambiente. Além de não gerar desperdício de material, é muito mais econômica, permitindo uma economia de até 92% de energia. Segundo Muros, sua pesquisa começou depois de ficar sabendo de uma lâmpada que está ligada a 111 anos, em Livermore, Califórnia. Sabendo disto, Muros viajou até lá e pesquisou com os descendentes dos criadores da lâmpara, para saber como que ela havia sido fabricada. E foi a partir desta investigação que pode desenvolver sua lâmpada que não queima.

julho 16th 2013 Sustentabilidade brasileira

3 Respostas to “Projeto de lâmpada que não queima faz com que o idealizador seja ameaçado de morte”

  1. maicon jakson Says:

    Como se fas pra participa

  2. admin Says:

    Oi Maicon,

    você pode enviar um artigo e publicaremos aqui.

    contato@brasilsustentavel.org.br

  3. O Vale do Ribeira Says:

    Se você cria algo que mexe no bolso e no lucro de algumas empresas você corre o risco de vida, até que ponto chegamos.

Deixe uma resposta