Política Nacional de Resíduos Sólidos

Comente

Os secretários estaduais de Meio Ambiente do Brasil se reuniram no final fevereiro de 2011 para discutir sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). O encontro teve como principal objetivo estabelecer diretrizes do Ministério do Meio Ambiente para a implantação da política, e dentre os temas abordados o destaque ficou por conta da instituição da coeta seletiva, que deve ser implantada até 2014. E no dia em que se comemorou o Dia Mundial do Meio Ambiente, dia 1 de março, os secretários estiveram em outro encontro promovido pela Agência Nacional de Águas (ANA). A reunião visou estabelecer normas para a implantação do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (Singreh).
Para o secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano (SRHU), Silvano Silvério, os encontros envolvendo os secretários estaduais de Meio Ambiente do País é fundamental, pois os políticos tem contato com a nova política e se orientam a respeito do que deve constar nos planos estaduais e ainda incentivando a reciclagem e a coleta seletiva do lixo nos estados do Brasil.

março 5th 2011 Sustentabilidade brasileira

Uma Resposta to “Política Nacional de Resíduos Sólidos”

  1. ROBERTO FAÇANHA Says:

    Tomo a liberdade neste e-mail de lhes apresentar o PROGRAMA BITUCA ZERO, de gestão do resíduo do cigarro.
    Com promulgação da Lei 16.239, proibindo o uso do cigarro em ambientes fechados, os usuários do tabaco passaram a exercer seu direito em ambientes abertos e públicos.
    Sem a implantação de coletores específicos, e a consequenta destinação correta, nossas áreas públicas transformaram-se em cinzeiros. Ruas, praças, praias, parques, avenidas e nossos rios, recebem diáriamente toneladas de bitucas de cigarro.
    Em 2.011, nossa empresa Paranaense ECOCITY Soluções Ambientais, criou o PROGRAMA BITUCA ZERO, visando minimizar o dano causado pelo resíduo.
    Fomos escolhidos pelo ESCRITÓRIO VERDE/UTFPR a integrar o projeto de sustentabilidade ligado a UNESCO. Apenas 50 empresas de todo o Brasil fazem parte do E.V.. Somos uma delas e isso muito nos orgulha. A grande maioria das outras 49 escolhidas, são multinacionais ou grandes empresas nacionais.
    Apesar do cunho empresarial do PROGRAMA, nossa solução é uma ferramenta de gestão ambiental de baixo custo e de premissa necessária. A coleta da bituca do cigarro, não se viabilizaria por meio de um programa social, como fazem diversas ONG´s com relação ao alumínio, PET e outros resíduos.
    A bituca não tem valor comercial. Ela é pura e simplesmente um micro resíduo com uma geração diária de aproximadamente 5 toneladas dia apenas em Curitiba. Sua coleta não se viablilizaria por intermédio de associações de catadores, carrinheiros ou outras afins. Sem valor de mercado, não existe a disposição de carrega-la por quilometros a fim.
    Peço sua gentileza em conhecer em nosso site(LINK ABAIXO), nossas atividades, vídeo de apresentação e outras informações.
    Desde já me coloco a inteira disposição dessa equipe.
    Obrigado.

    Roberto Façanha
    ECOCITY Soluções Ambientais
    PROGRAMA BITUCA ZERO
    (41) 9255.6258

    http://www.ecocitybrasil.blogspot.com

Deixe uma resposta